Orientações

– Por que fazer um projeto acústico?

Atualmente, o barulho e o ruído em nossas cidades são uma fonte importante de problemas que vão desde irritação das pessoas até problemas sérios de saúde, como surdez progressiva.

O projeto acústico protege o edifício contra ruídos externos (trânsito, aviões, latidos) ou internos (música alta no quarto ao lado, descarga do apartamento vizinho, barulho da casa de máquinas ou de bombas).

Por outro lado, algumas edificações necessitam cuidados acústicos especiais como auditórios, igrejas, cinemas, teatros, escolas, universidades, hospitais e restaurantes, proporcionando condições ideais de inteligibilidade e privacidade.

– O isolamento acústico eleva o custo de uma obra?

Depende do que se considera como “elevar custo”. Um apartamento em que se ouve o caminhar das pessoas no andar superior ou que as pessoas não consigam dormir por causa do barulho da avenida movimentada certamente terá seu valor de mercado diminuído. Agora considere um apartamento de tamanho similar, no prédio vizinho, cujos quartos são protegidos acusticamente, onde não se ouve o caminhar das pessoas no andar de cima. Certamente, este último terá seu valor comercial muito maior, pois é um apartamento que propicia melhores condições de conforto e salubridade.

– Terminei de elaborar os projetos do meu empreendimento, agora é o momento para se contratar um projeto de acústica?

Não. O momento certo para se contratar um projeto acústico ou uma consultoria é antes do início de elaboração do projeto arquitetônico, pois muitas diretrizes arquitetônicas devem ser estabelecidas em função de critérios acústicos.

– O que significa isso em termos práticos?

Significa ser até possível tratar ou corrigir determinado problema acústico quando o projeto arquitetônico ou a obra já estão prontos, entretanto, as soluções acústicas serão infinitamente mais caras e menos eficientes.

– Os materiais usados para tratamento térmico também servem para isolamento acústico?

Normalmente não. Materiais térmicos usualmente são leves. Materiais para isolamento acústico normalmente são pesados e densos.

– Mas ouvi uma empresa dizer que vende materiais “termo-acústicos”. Eles estão errados?

Há que se ter cuidado com isso. Como vimos, existem determinados materiais para térmica, outros para acústica, e poucos que servem para os dois simultaneamente. Portanto, recomendamos observar bem as especificações técnicas, serviço que podemos lhe auxiliar.

– O isopor é um material acústico?

Definitivamente não. O isopor não tem função isolante e nem absorvente acústico.

– E a tradicional caixa de ovo?

Outro mito. Na tentativa de “economizar”, muitas pessoas colocam caixas de ovos nas paredes achando que estão fazendo tratamento acústico. Não há embasamento científico para tal prática.

– Comprei um sistema de som de última geração e após instalá-lo em minha casa verifiquei que o som está ruim. O que está acontecendo?

É muito comum investir grandes quantias em um sistema de som / home-theater e esquecer que o ambiente também influencia na qualidade final do som. Para estes casos, um projeto de tratamento acústico ajustará a sala de forma que haja uma perfeita “sintonia” entre os aparelhos e o ambiente, produzindo a qualidade sonora esperada.